<>

Home » Poesias Quarta-Feira, 22 de Agosto de 2018







[ A ] [ B ] [ C ] [ D ] [ E ] [ F ] [ G ] [ H ] [ I ] [ J ] [ K ] [ L ] [ M ] [ N ] [ O ] [ P ] [ Q ] [ R ] [ S ] [ T ] [ U ] [ V ] [ W ] [ X ] [ Y ] [ Z ] [ 1 ... 9 ]


Desvario
por: Agnaldo Santana

Quando bebo rio e choro
calo-me diante do nada
esperando uma resposta qualquer
quem sabe vinda da mulher amada

sentado a beira da via
fico olhando meio sem jeito que vai
esperando minha hora de partir
e buscar meu lugar neste mundo

...ergo meu corpo e piso firme nessa via
levanto meus braços como em súplica
e sigo com a fé de um beato louco

este caminho que deixaram para eu trilhar
mesmo que seja árduo e sem vida
mas que me fará te encontrar... amada vida real.